GeralCovid-19

Litoral Norte regride à fase mais restritiva do Plano SP

Litoral Norte regride à fase mais restritiva do Plano SP
A reclassificação foi anunciada nesta quarta-feira (3) pelo governador João Doria (PSDB), que colocou todas as regiões de São Paulo na fase mais restritiva, diante do aumento nos índices de casos, internações e mortes no Estado | Foto: Divulgação/ Governo do Estado de SP

O Litoral Norte vai regredir à fase vermelha do Plano São Paulo. A fase é a mais restritiva do plano de flexibilização, em que apenas serviços essenciais podem funcionar. A medida entre em vigor na primeira hora do próximo sábado (6) e deve permanecer até o dia 19 de março.

A reclassificação foi anunciada nesta quarta-feira (3) pelo governador João Doria (PSDB), que colocou todas as regiões de São Paulo na fase mais restritiva, diante do aumento nos índices de casos, internações e mortes no Estado.

“Vamos enfrentar as duas piores semanas da pandemia desde o primeiro caso de Covid-19 no Brasil”, disse Dória.

Também foi antecipado para as 20h início do chamado “toque de restrição”. Anunciado no final de fevereiro como complementar ao Plano SP, tinha como objetivo limitar a circulação de pessoas nas ruas das 23h às 5h.

Atualmente, o Litoral Norte segue as regras da fase laranja, considerada fase de controle.

A imposição da fase vermelha foi adotada após São Paulo bater recorde de mortos por Covid-19 e internados com a doença. A reclassificação atende a pedido do Centro de Contingência do Coronavírus e dos prefeitos do estado, que, em reunião nesta terça, pediram ações mais efetivas para conter o avanço da doença.

A fase vermelha é a mais restritiva do Plano SP e permite o funcionamento apenas de setores essenciais da economia, como farmácias, supermercados, postos de combustível e transportes coletivos.

Na atual configuração da fase vermelha, as escolas podem continuar recebendo alunos com o limite máximo de 35% da capacidade.

Nas 39 cidades que formam o Vale do Paraíba (incluindo litoral norte e Serra da Mantiqueira) são 146.060 casos confirmados e 2.657 mortes.

O que pode funcionar na fase vermelha?

  • Farmácias
  • Mercados
  • Padarias
  • Açougues
  • Postos de combustíveis
  • Lavanderias
  • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
  • Transportadoras, oficinas de veículos
  • Atividades religiosas
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
  • Bancos
  • Pet shops
  • Serviços de delivery ou entregas

Regras da fase Laranja

(fase sofreu alterações no dia 5 de janeiro e passou a ser mais permissiva)

  • Todos os setores de comércio e serviços passam a ser permitidos. A exceção é o atendimento presencial em bares, que continua proibido.
  • Capacidade de ocupação: antes era de 20% e vai para 40% em todos os setores.
  • Funcionamento máximo: ampliado de 4 para 8 horas por dia.
  • Horário de fechamento: atendimento presencial só poderá ser feito até 20h.
  • Parques estaduais, salões de beleza e academias: poderão abrir.

Regras da fase amarela

Todos os serviços da fase laranja funcionam, mas podem ficar abertos até as 22h.

A capacidade permanece em 40% para academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais.

Estabelecimentos podem optar pelo funcionamento partilhado ao longo do dia, no intervalo de 6h às 22h, por até 12 horas – com exceção dos restaurantes, que podem funcionar por 10 horas diárias.

  • Bares reabrem e fecham as portas às 20h.
  • Restaurantes e demais estabelecimentos podem funcionar até as 22h.
  • Consumo e atendimento no local só valem para clientes sentados.
  • Eventos que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.
  • Escolas aumentam a capacidade de alunos, de acordo com a fase amarela.

 

Qual sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Incerto
0
Bobo
0

Você pode gostar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *