Caraguatatuba

Aguilar Junior se reúne com Estado para pedir reclassificação do Plano SP e aumento de leitos do HR

Aguilar Junior se reúne com Estado para pedir reclassificação do Plano SP e aumento de leitos do HR

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, se reúne nesta quinta-feira (11) com o Comitê de Contingência do Estado de São Paulo, para apresentar os dados da pandemia na cidade e pedir uma reclassificação no Plano São Paulo.

“Na segunda-feira tivemos uma reunião dos membros do Codivap com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi. Pudemos explicar os índices da pandemia de Caraguatatuba e do Litoral Norte, que são um dos menores do Estado. Mostrei também a dificuldade de cidades de uma mesma região estarem em fases diferentes e o desequilíbrio econômico que gera, ou seja, um município prejudicando o outro. Agora vamos apresentar os dados ao Comitê Estadual”, explicou o prefeito.

Outra solicitação que será feita ao Estado é a liberação de mais leitos de UTI e Enfermaria do Hospital Regional.

“Caraguatatuba vem investindo na compra de diversos equipamentos, criando leitos e estruturas que vão ficar a disposição da população após a pandemia. No âmbito municipal temos feito nosso trabalho criando leitos na Casa de Saúde Stella Maris e na UPA Covid-19. Mas é importante ressaltar que temos uma estrutura pronta e com leitos disponíveis no Hospital Regional. Por isso temos feito cobranças constantes. O HR é a nossa retaguarda caso tenhamos sobrecarga nas estruturas municipais”, ressaltou o prefeito Aguilar Junior.

Informações dão conta que o Estado deve abrir ainda essa semana mais 10 leitos de UTI e 16 de Enfermaria no Hospital Regional.

A unidade hospitalar opera, atualmente, com 30 leitos de UTI e 14 leitos da Enfermaria. Com o anúncio, a capacidade da unidade hospitalar passaria para 40 leitos de UTI e 30 de Enfermaria.

 

Qual sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Incerto
0
Bobo
0

Você pode gostar

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *